Notícias > Consumo de bebidas alcoólicas em queda a nível mundial
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Consumo de bebidas alcoólicas em queda a nível mundial


O declínio do consumo mundial de bebidas alcoólicas está a acelerar, de acordo com a IWSR. Em 2016, este mercado encolheu 1,3%, o que compara com a taxa média de 0,3% dos cinco anos anteriores.

A IWSR nota que o consumo de vinho caiu 0,5%, mas os espumantes cresceram 1,8%, catalisados pelo Prosecco. Na sidra, a queda foi de 1,5%, após anos de crescimento sólido, o que é maioritariamente atribuído ao menor consumo dos sul-africanos e sobretudo dos norte-americanos, onde os volumes caíram 15,2%, após anos a cresceram a dois dígitos. Mas a maior descida foi protagonizada pela cerveja, precisamente 1,8%. “Esta tendência global reflete o desenvolvimento de três dos principais mercados cervejeiros, China, Brasil e Rússia, que registaram descidas mais pronunciadas que nos anos anteriores, contraindo, respetivamente, 4,2%, 5,3% e 7,8%”, diz a IWSR.

Mais positivo foi o consumo de bebidas espirituosas, que cresceu 0,3%. Apesar de tudo, estas bebidas desceram 4,3% face ao ano anterior, arrastadas pela vodka. Em contrapartida, o gin cresceu 3,7%, a tequila aumentou 5,2% e o whisky evoluiu 1,7%. “A tendência negativa na vodka deve-se sobretudo à grande contração dos volumes na Rússia (-9,3%), não obstante continuar a ser o mercado mais importante para a categoria”. China, Estados Unidos da América e México foram mercados fundamentais para o crescimento das bebidas espirituosas.

Apesar do declínio global no consumo de bebidas alcoólicas, a IWSR prevê que esta tendência inverta nos próximos cinco anos, antecipando um crescimento de 0,8% para 2021. Esta evolução será impulsionada pelo whisky e pelos mercados asiático e da África subsariana.






Fonte: Grande Consumo

 
 
23-03-2018
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares