Notícias > China: mercado dos laticínios em crescimento até 2022
  Voltar Imprimir
 

 

 
  China: mercado dos laticínios em crescimento até 2022


O mercado chinês de lácteos deverá crescer 6,6% na taxa de crescimento anual composta (CAGR) até 2022, com aumentos consistentes de vendas previstas para iogurte e queijo, de acordo com uma nova pesquisa da Mintel.


Desde 2014, o iogurte registou um crescimento anual das vendas no retalho de mais de 20% na China, e entre 2015 e 2017, o queijo teve uma taxa de crescimento entre 15% e 25%.


Apesar do crescimento consistente das vendas de iogurte e queijo, os dados da Mintel mostram que o volume de consumo anual per capita para os principais produtos lácteos continua baixo em comparação com outros países.

Quando se trata de produtos lácteos, os fatores relacionados à saúde são as principais áreas que os consumidores chineses estão dispostos a pagar mais.

Entre os quatro produtos lácteos pesquisados (incluindo leite, iogurte, manteiga e queijo), o leite e o iogurte são considerados pelos consumidores mais saudáveis e nutritivos (51% e 48%, respetivamente), ajudando a melhorar a imunidade (49% e 44%, respetivamente) e também bom para crianças (51% e 49%, respetivamente) e idosos (46% e 37%, respetivamente).

Os dados da Mintel dizem que os consumidores chineses urbanos preferem produtos lácteos de marcas de empresas grandes (65%) e nacionais (59%).

Mais consumidores preferem produtos lácteos importados (43%) do que os domésticos (34%). Mesmo entre aqueles que confiam em produtores locais de leite, 32% preferem produtos lácteos importados.





Fonte: Milkpoint / Tecnoalimentar

 
 
28-05-2018
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares