Notícias > China impõe medida antidumping nas importações de frango do Brasil
  Voltar Imprimir
 

 

 
  China impõe medida antidumping nas importações de frango do Brasil


A China anunciou na passada sexta-feira que vai impor direito antidumping provisório sobre as importações de carne de frango brasileira, em mais um revés para as gigantes de proteína animal do país e no momento em que os Estados Unidos pressionam Pequim a reabrir seu mercado para os produtos avícolas norte-americanos.

Os importadores chineses de frango brasileiro terão que pagar depósitos de 18,8 a 38,4 por cento do valor de suas compras a partir de 9 de junho, informou o Ministério do Comércio em um comunicado.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse que a medida, que abrange produtos fornecidos pelos principais exportadores brasileiros JBS e BRF, é um "retrocesso" nas relações comerciais entre os dois países e que vai trabalhar para reverter a decisão temporária.

"A associação reafirma que não há qualquer nexo causal entre as exportações de carne de frango do Brasil e eventuais situações mercadológicas locais", disse a ABPA, acrescentando que os "esclarecimentos apresentados pelo setor produtivo e pelas agroindústrias exportadoras deixaram clara a ausência de qualquer possível dano aos produtores e ao mercado chinês".

Uma decisão preliminar do ministério chinês apontou que os produtores chineses foram "substancialmente prejudicados" pelos embarques do Brasil entre 2013 e 2016, quando o país respondeu por mais da metade das importações chinesas de carne de frango.


O movimento chinês também mostra como outros países como o Brasil, o maior exportador global de carne de frango, podem sofrer danos indiretos de negociações entre a China e os Estados Unidos para resolver uma disputa comercial.


Embora o resultado inicial da investigação iniciada em agosto passado fosse esperado para este mês, a imposição das medidas ocorre também no momento que os EUA tentam recuperar o acesso ao mercado avícola chinês, em meio a negociações comerciais em andamento.

A China concordou em aumentar suas importações de produtos agrícolas norte-americanos em recentes negociações destinadas a evitar uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O consultor da OD Consulting, Osler Desouzart, especialista no setor e ex-diretor das maiores indústrias de carne de frango do Brasil, não vê essa relação da medida antidumping com a disputa China-EUA.


"A participação das importações brasileiras representa cerca de 5 por cento do mercado da China e elas, em nenhum momento, foram responsáveis por deslocar as vendas internas de produto chinês...", disse o governo, que espera que os chineses encerrem a investigação sem a aplicação de medida antidumping definitiva.

A medida chinesa contra o frango ocorre um ano depois que a China implementou medidas antidumping contra outra commodity líder brasileira. Em maio do ano passado, o governo chinês impôs pesadas tarifas às importações de açúcar.

O Brasil costumava ser o maior exportador de açúcar para a China, mas após a medida os embarques despencaram.






Fonte: Notícias Agrícolas / Reuters

 
 
11-06-2018
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares